2047 - A REVOLUÇÃO DOS DEMENTES

Por 69
em até 10x de R$ 8.09 com juros
VER PARCELAS

Parcelamento:

  • 1x de R$ 69.00 sem juros
  • 2x de R$ 36.06 com juros
  • 3x de R$ 24.39 com juros
  • 4x de R$ 18.56 com juros
  • 5x de R$ 15.06 com juros
  • 6x de R$ 12.73 com juros
  • 7x de R$ 11.07 com juros
  • 8x de R$ 9.83 com juros
  • 9x de R$ 8.86 com juros
  • 10x de R$ 8.09 com juros
Autor(es): MAX TELESCA
Editora: GERACAO EDITORIAL
Calcule o Frete e o Prazo de Entrega
loader
Nome Prazo de entrega Valor
DESCRIÇÃO
No distópico Lisarb, um Brasil revirado pelo avesso, vimos, no primeiro volume desta saga– 2038, publicado em 2016 – que os costumes haviam se degradado, num mundo em que a corrupção era uma variável da economia, da política e do próprio tecido social.

Este volume 2 da saga, 2047, está sintonizado com a crise que vivemos hoje. Quase 10 anos após os protestos de 2038 e a derrocada do Partido Ético e Verdadeiro – PEV, o jornalista Alex Tedesco volta ao país para coordenar a campanha de Cairo Góes à presidência da República e tentar desalojar do poder o mentecapto Lair Montanaro.

O romance narra as desventuras de um país mergulhado na farsa e no desengano. Engana-se quem pensa que trata do futuro. Aqui está o presente do futuro, ou vice-versa, o futuro do presente – o presente de desgraças e desalento de um país em que tudo parece andar para trás.
Temos uma pandemia, a doença Rened-47, a luta pela vacina, boicotada pelos negacionistas, e a eleição presidencial próxima. Os candidatos: Lucas, Lair Montanaro, Servius Mórus, Cairo Góes, etc.

Alex Tedesco tem um passado nebuloso com a política e com belas mulheres, apaixonantes ou falsas e arrivistas, como Benigna Alphonsus, ex-Maria Lígia Gnatalli (femme fatale, que ''fazia do embuste a sua prática cotidiana''), mas também progressistas, que acreditam na ciência e na fraternidade.

Tedesco percebe que Cairo Góes é ''um velho político de centro-esquerda, com experiência de disputa em três eleições presidenciais, cansado de guerra e sem paciência''. Descobre que as pessoas ''simplesmente desistiram do centro''. Persiste a polarização, Lucas e Lair.

No poder, Montanaro, ''líder de uma aglomeração disforme e construída sobre o falso'' teve de desfazer-se de ''suas falsas falas moralistas''. Seu governo é ''o rascunho de uma caricatura''. Não dá a mínima para a Rened-47 e, como seus seguidores que negam a realidade, contrai a doença e começa a ter a pele transformada em couro. Aos poucos, as mãos e os pés aos poucos viram cascos, a coluna se dobra e a voz torna-se um grunhido, no melhor estilo dos romances de realismo mágico dos anos 70.

Neste 2047, uma narrativa envolvente que trafega da descrição à memória e à reflexão (de temas pessoais, íntimos, sociológicos ou políticos), além de humor, sarcasmo e pessimismo, há também lirismo e esperança.

No meio de tudo, há espaço para cativantes personagens secundários, como um porteiro de prédio que lê e comenta romances clássicos, provavelmente de Hemingway, e surgem diálogos saborosos. Boa parte do livro trata do bonito e comovente encontro do narrador com uma filha desconhecida, fruto de um antigo relacionamento: Isabel, que se dedica à ciência. E isso será a salvação de Alex. Um romance que certamente vai irritar e incomodar muita gente, mas também divertir e alegrar.

Luiz Fernando Emediato
editor
FICHA TÉCNICA
Código:
GE600
Código de barras:
9786556470689
ISBN13:
9786556470689
Peso:
400
Dimensões:
0.20cm x 15.60cm x 23.00cm
Número de páginas:
336